Home   |   Fale Conosco   |   Área Restrita

GRUPO SINAGRO            SERVIÇOS            ONDE ESTAMOS            GESTÃO DE PESSOAS            RESPONSABILIDADE           PARCEIROS




Vai plantar algodão? Print

Terça, 19 Janeiro, 2016


Veja o cenário para cultura e planeje seu plantio

 

A baixa rentabilidade e os estoques elevados têm reduzido o cultivo de algodão no Brasil e no mundo. Segundo a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), na temporada de 2015/2016 a área plantada vai ser 2% menor, totalizando 956,7 mil hectares. Mas a redução pode ser ainda maior, especialmente por conta do atraso na colheita da soja em Mato Grosso, que já interfere na janela de plantio do algodão.

Fato confirmado pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (IMEA), que informa que o plantio de algodão no estado atingiu 20,2% na primeira semana de janeiro, atraso 13% comparado à safra passada e 21% na média das últimas cinco safras. Mas ainda é cedo para falar em retração da área cultivada no estado, explica o Instituto, que estima área de algodão em 576,5 mil hectares, 2,2% mais que a safra 14/15.

O Nordeste, segunda maior região produtora do país, será o responsável pela maior redução percentual na área plantada com algodão nesta temporada. Segundo a Conab, o recuo vai ser de 13%, sendo a Bahia - maior produtor regional – com área de 247,9 mil hectares, redução de 11,8% em relação à temporada passada.

A produção mundial segue o mesmo caminho pelo quarto ano consecutivo. Segundo estimativas do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), a área de produção mundial deve cair 8%. A Índia deverá plantar 11,8 milhões de hectares, queda de 7% em relação à safra passada, seguida da China, com redução de 19%.  Com este cenário, o USDA estima que a produção mundial de algodão em pluma fique próxima de 23,4 milhões de toneladas, queda de 10% em relação ao período 2014/2015.

A rentabilidade do cotonicultor é o principal motivo que vem afastando o produtor brasileiro da cultura. Os custos de produção estão elevados: só os insumos importados representam 55% das despesas. Além disso, as cotações da pluma estão em queda em quase todos estados produtores, exceto na Bahia onde a média de preço teve alta 0,91%, cotada a R$ 77,71/arroba. No mercado internacional, as perspectivas de redução de área têm sustentado os preços da pluma, que encerrou dezembro cotada a US$ 63,11 cents/libra em Nova Iorque e a US$ 70,39 no mercado físico.




Ver todas as notícias!





NOTÍCIAS POR ASSUNTO



PESQUISA






Home   |   Quem Somos   |   Serviços   |   Onde Estamos   |   Gestão de Pessoas   |   Responsabilidade   |   Parceiros   |   Contato


FAÇA-NOS UMA VISITA


SINAGRO - MATRIZ

Rua Rio de Janeiro, 2.583, Primavera IV

Primavera do Leste - MT, 78.850-000

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS


 


  ©2018. Grupo Sinagro. Todos os direitos reservados.

Desenvolvimento e Hospedagem